Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Manifestação de insanidade

Punição? Bom, a Polícia Militar tem dificuldades. Afinal, os vândalos escondem os pneus dentro do campus da UFMG, onde a PM não pode entrar – é reduto federal.

19/06/2019 às 09:10


Eu não sou idiota o bastante para ser contra a manifestação. Seria um tiro no pé, pois, sem liberdade de expressão, perco meu direito de ganhar o pão fazendo o que amo. Entretanto, acredito que o direito de alguém termina quando começa o do outro. Tenho comigo que uma das maiores garantias constitucionais desse país é o sagrado direito de ir e vir. Então, me indigno com a omissão de nossas autoridades e o abuso em que se transformaram as ocupações de ruas e avenidas, preferencialmente nos horários e dias em que o movimento é maior. Já falei a respeito um sem número de vezes e volto ao assunto por causa de uma ocorrência, sexta-feira última, na Antônio Carlos. 

No chamado horário de pico, pouco depois das 7 da manhã, algumas dezenas (repito, dezenas) de manifestantes apareceram com os pneus, colocaram fogo e impediram qualquer fluxo de veículos. O Move ficou imóvel e uma passageira de 53 anos, mãe de 8 filhos, aspirou aquela fumaça tóxica. Foi para o Hospital Risoleta Neves e morreu na última segunda-feira. Repercussão? Nenhuma. Nenhum deputado, vereador ou líder dos direitos humanos foi visitar a vítima. Nenhum governante enviou votos de plena recuperação a essa senhora e seus familiares. A sensação é de que ela estava no lugar errado, não devia ter ido trabalhar naquela manhã, fazer uso de transporte coletivo nem passar em frente a uma universidade federal. 

Punição? Bom, a Polícia Militar tem dificuldades. Afinal, os vândalos escondem os pneus dentro do campus da UFMG, onde a PM não pode entrar – é reduto federal. Põem fogo, causam estragos e, quando os soldados chegam, correm de novo para o outro lado da cerca. É verdade que os soldados filmaram e até já repassaram à Polícia Civil as imagens. Mas como punir se a maioria usa “bandanas”, isto é, máscaras. E eu pergunto: faz sentido alguém manifestar na porta de um centro universitário mascarado?
Tristeza. Sem falar nos miguelitos (pregos retorcidos preparados para furar pneus) e que foram espalhados pela cidade também naquela manhã. É inacreditável o silêncio de nossas autoridades, dos que deveriam zelar pela ordem em nosso nome. 
Terra sem lei. Aonde meia dúzia estraga a vida de milhões.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️Réver exalta empenho no Horto e diz que Atlético ‘pagou preço muito alto pelo 1º jogo’ - https://t.co/MUZaT0UUm7 https://t.co/4VJdqGqoOq

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Zagueiro também comentou a atitude dos torcedores atleticanos, que reconheceram o empenho dos jogadores em campo e aplaudiram o time após o apito final

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Homem de 34 anos chegou a ser atendido ainda no estádio pela equipe médica e foi socorrido para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, mas não resistiu e faleceu.

    Acessar Link