Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Luzes e trevas

Natal é um tempo especial. A gente consegue olhar em volta e enxergar os desvalidos, até abraça desafetos e perdoa de coração.

05/12/2014 às 09:33

Natal é um tempo especial. A gente consegue olhar em volta e enxergar os desvalidos, até abraça desafetos e perdoa de coração. No fim de ano, a alegria das luzes toma conta da nossa alma, mas, como nada pode ser perfeito, como é impossível relaxar nesses tempos de insegurança e maldade, esta é a época escolhida pelos donos do poder para fazer as maldades. Anunciam um monte de impostos que ainda vão vencer – como se avisassem IPTU vem aí, não esqueça IPVA, etc. – e ajudam os amigos como podem, especialmente nas casas legislativas, onde mais verbas para os graúdos passam, mas, o interesse dos pobres fica para o ano que vem.

Um exemplo: 72 por cento das escolas do país continuam sem biblioteca. Então, há agora uma lei nacional estabelecendo que haja pelo menos uma em cada estabelecimento de ensino até 2020. No embalo, o governador Alberto Pinto Coelho mandou projeto para a Assembleia criando o cargo de bibliotecário. Antônio Afonso, presidente do Conselho da categoria reclama a má vontade dos deputados em votar a proposta. No fundo, ele já sabe que os tempos de trevas rondam comissões e plenários não apenas daquela casa, mas, de todo o legislativo brasileiro, a começar pelo Congresso Nacional onde parlamentares viram a noite e a madrugada, submissos ao governo, votando uma lei que desautoriza outra (porque esta não foi cumprida pela presidente da República) e, em troca, ganham algumas verbas a mais para fazerem política e garantirem a próxima reeleição. É de doer. E de fazer rir, pois, o PT, que nos últimos 12 anos queria aprovar tudo o que significasse despesa, agora tenta impedir até reajuste de servidores, enquanto os tucanos, no clima de fim de festa, tentam enfiar a mão no dinheiro do IPSEMG e da antiga Minascaixa e jogar no caixa único. Dá prá rir e prá chorar.

E o governador, que vai hoje a Viçosa inaugurar um posto de perícia integrada para atender a vários municípios, mas, até agora, não tem sequer um perito nomeado? É isso mesmo, um posto de perícia sem perito! Ou, como diria meu amigo Luciano Moreira, algo como comer ovo frito e frango com quiabo ao mesmo tempo. Que as luzes de Natal, tradição que remonta a meados do século 17 – para representar a estrela que guiou os reis magos até Jesus Cristo, iluminem esses senhores de paletó e gravata e que tenham consciência do quanto é importante não esquecer o mais importante do Natal: o aniversariante. Suas lições, seu desprendimento, seu senso de servir e suas mãos limpas. Se ele teve de carregar a cruz e depois morreu de tanto sangrar pregado nela, é bom que estejamos preparados para o reencontro.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️REFORÇO: @AmericaMG confirmou a contratação do volante William Maranhão, emprestado pelo @VascodaGama. Via… https://t.co/kNpfV4kYuM

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Com os dois novos parceiros, clube chega a 11 marcas no uniforme em 2019

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Atualmente, há 9 mil policiais civis no estado. Segundo ele, o ideal são 18 mil.

    Acessar Link