Cadu Doné

Coluna do Cadu Doné

Veja todas as colunas

Messi, Lineker e Nelson Rodrigues

O gênio argentino, vítima dos “idiotas da objetividade”.   

05/12/2018 às 11:46


A revista France Football divulgou, na última segunda, a sua lista de melhores do mundo. Conforme esperado, Modric venceu. Messi ficou apenas em quinto.

Normalmente quando se traz o conceito de “idiotas da objetividade”, de Nelson Rodrigues, para o futebol contemporâneo, é para criticar o excesso de utilização dos números, a crença exagerada neles. Em geral invoca-se, neste aspecto, com razão, o espírito do nosso gênio das letras, da dramaturgia. Se ele hoje estivesse vivo, porém, contorcer-se-ia com a “objetividade idiota” no esporte bretão em searas mil. A falsa, a estúpida "objetividade" anda há muito onipresente no meio, inclusive, nas mais badaladas premiações. Supera, com louvor, o uso desmedido das estatísticas.

Mais do que observar minuciosa e justamente quem, de fato, joga melhor, com recorrência, ao logo dos cotejos, em si, como a inteligência perceptiva, intuitiva, e o zelo intelectual, o cuidado com pesquisas, amostragens, não são atributos comuns, busca-se muletas, digamos, mais palpáveis para apoiar-se. É mais confortável ancorar-se na segurança de argumentos “lógicos”, “racionais”; em suma, “objetivos” – e idiotas. Neste sentido, fundamentos como “ganhou tal e tal competição”, “levou uma equipe a um estágio inesperado” são quase infalíveis. Além disso, dentro deste cenário, o que acaba importando, no fundo, é o final. Aquilo que se faz na primeira metade da temporada esquece-se solenemente. Ninguém se recorda que nos primeiros seis meses da última temporada europeia tanto Modric quanto Cristiano Ronaldo eram massacrados, engolidos impunemente por Messi e De Bruyne – o belga, nono na lista da France Football, também injustiçado nas nomeações individuais mais recentes, seguiu assaz impactante nos meses vindouros, consagrando-se como o melhor atleta da equipe que praticou indubitavelmente o melhor futebol da temporada, o Manchester City (mas foi ganhar só o Inglês...). E o que vale, basicamente, é o advindo em três competições: Copa do Mundo, Euro de seleções e Champions. De um jeito totalmente desmedido, desproporcional, o que se atinge nos Nacionais – mesmo nos mais fortes –, no futebol do dia a dia, ignora-se, por mais escancarados que estejam os méritos. Para quem realmente acompanha, e entende o jogo, o melhor da temporada passada foi Messi. A explicação para isso está no estudo das partidas, na capacidade de perceber a ingerência que cada um possui sobre os confrontos. Mas vai explicar diante de quem só quer ver “números” e/ou se limita aos “fatos”, ao “ganhou o quê?” – esquecendo-se que a modalidade é coletiva e sujeita à interferência de circunstâncias variadas, encaixes pouco tangíveis, acasos, materializações que independem, sobrepujam bastante as possibilidades, a esfera do talento individual.  

Quando a FIFA anunciou os melhores do mundo na sua premiação, em Setembro deste ano, repercutiu-se veementemente que Messi não ficou entre os três primeiros – algo que não acontecia desde 2007. Na ocasião, o jornalista Oliver Kay, de modo assaz pertinente, perguntou no Twitter: “Eu sei: 1) o Barcelona não chegou à final da Champions; 2) a Argentina foi mal na Copa; 3) sempre recai sobre os ombros dele quando estes times são eliminados precocemente, mas alguém realmente acha que Messi não foi um dos três melhores na última temporada?”. Para a ótima – e retórica – pergunta, Gary Lineker – ex-craque que se tornou o principal nome da mídia esportiva britânica, apresentando o icônico Match of the Day – deu uma resposta ainda mais brilhante: “Alguém que entende o jogo, não. O Barcelona ganhou o double largamente graças ao Messi. Ele marcou um gol por jogo e seu futebol foi verdadeiramente uma joia. Futebol de mata-mata é sempre precário. Mas, de novo, se fosse verdadeiramente só o melhor futebolista, ele ganharia todo ano”.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️#Atlético: Manhã chuvosa em Porto Alegre. 18 graus. Jogadores do @Atletico treinam às 15h30 no CT do Internaciona… https://t.co/8iAGdFVOpq

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Há mais de quatro meses, moradores de Barão de Cocais tiveram suas vidas completamente alteradas por causa do risco de rompimento da barragem Sul Superior, na mina Gongo Soco,...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    De um lado estão os que apoiam as manifestações, do outro lado estão parlamentares do PSL que não integram a brigada olavista. Leia!

    Acessar Link