Álvaro Damião

Coluna do Álvaro Damião

Veja todas as colunas

Clássico é clássico e vice-versa

Se havia um favorito para o primeiro jogo, para o segundo não há

16/04/2019 às 02:07
Clássico é clássico e vice-versa

Entra clássico, sai clássico e a história é a mesma: polêmica envolvendo a arbitragem. Com VAR ou sem VAR. Em um dia é o Cruzeiro. No outro, o Atlético. E assim vamos construindo (ou desconstruindo) a história dos clássicos em Minas Gerais. 

No último domingo (15), na primeira partida da final do Campeonato Mineiro, o Atlético reclamou muito – e com razão – da arbitragem. O primeiro lance foi o pênalti claro feito pelo Dedé no Igor Rabello. O árbitro Wagner do Nascimento não solicitou o uso do VAR e encerrou o primeiro tempo, deixando de marcar o pênalti a favor do Atlético.

O seguinte foi o do segundo gol do Cruzeiro: o bandeira, ao invés de marcar o tiro de meta, deu escanteio, jogada que originou o gol do zagueiro Léo.

O Cruzeiro também foi prejudicado. O técnico Mano Menezes reclamou – com razão – do erro de interpretação da anulação do gol do Fred. A bola bate de braço do camisa 9, mas ele não teve intenção. 

O torcedor alvinegro, movido pela sua paixão, esbraveja, cobra, reclama da arbitragem. É válido, afinal, é clássico, é final e é a visão de um torcedor. O que não podemos é achar que só o Atlético é prejudicado.

No mais, o campeonato está aberto! O resultado de 2 a 1 para o Cruzeiro lhe dá a vantagem do empate no segundo jogo. Vale lembrar que no ano passado a Raposa havia perdido o primeiro jogo por dois gols de diferença e venceu o segundo jogo por 2 a 0, garantindo o título.

Da mesma forma, não há nada perdido para o Atlético. Mesmo com a derrota, basta vencer por qualquer placar para o título do Mineiro ficar na sede de Lourdes. 

E como diz o ditado: clássico é clássico e vice-versa. Não há favorito. É claro que a maioria apostava mais no futebol do Cruzeiro do que no do Atlético, afinal, o time celeste está invicto em 2019, classificado para a Copa Libertadores e muito bem treinado. Situação completamente diferente da do Atlético, que passa por um momento de crise, fazendo uma péssima campanha no torneio continental, sem treinador e com protestos por parte da torcida.

Se havia um favorito para o primeiro jogo, para o segundo não há. O Galo mostrou que pode fazer melhor e terá a semana cheia de treinos para isso.

Agora é esperar o próximo jogo! Que venha sábado! Que venha a finalíssima! 

Tamo junto e até a próxima!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ Após derrota, Léo Silva diz que 'gol no início do 2º tempo prejudicou o Atlético' https://t.co/0bZnR5tukO https://t.co/l276Zxl8eF

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽ 'Tivemos chances, mas o resultado mais justo seria o empate'.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽ Time ainda não venceu na série B.

    Acessar Link